quarta-feira, 9 de junho de 2010

Desamadurecimento...Não é por acaso que esta palavra nao existe!!!




Se pra tudo há explicação! Como eu faço para desamadurecer? É fato, as mulheres amadurecem antes que os homens, e eu que sou uma manteiga que me apego de mais as pessoas mais cedo ainda, más será que vale a pena amadurecer tão cedo, se com as pessoas que quero estar não se sentem prontos para viver a vida comigo. Me diz qual é a fórmula para não sentir carinho pelas pessoas ? Esquecer? e como faço para esquecer? Vou a procura de outra pessoa? E se eu não for assim, e se eu apenas quiser a sua companhia? É possivel após alguns dias marcantes de convivência se esqueça alguém, sem que doa? não, isso é impossível...
Vale a pena lembrar dos momentos bons se vai doer? Vale, pois se dói é pq você foi importante e apesar de imaturo...Inesquecível...
Queria não saber o significado da palavra amor, mas a vida me fez sentimental e protetora. Uma certa Ironia do destino!!!!Apesar de tudo não me arrependo de nada, apenas de falar demais.

Ai...Para, eu tenho vergonha...


Ás vezes fico intrigada com certas coisas e paro pra

pensar a respeito delas. Uma delas é: Porque todas as vezes que “fico sem jeito” minhas bochechas começam a adquirir uma coloração avermelhada e esquentam de uma forma que parece que vão incendiar. Certamente, isso irrita algumas vezes, existem algumas situações que não quero demontrar que estou envergonhada e minhas bochechas avermelhadas me entregam. Em uma apresentação de trabalho posso ser comparada tranquilamente com um tomate, e isso não é muito agradável..Não é não..

Conheço pouquíssimas pessoas que sofrem desse “mal”. Isso é entediante. Em situações amorosas então, prefiro não comentar, somente advertir..NÃO OLHE PARA MIM...Porque se você olhar minhas bochechas vão pegar fogo..

É claro que isso é uma arma contra mim, principalmente para aquelas pessoas que adoram achar motivos para me deixar sem jeito. E eu nem tenho culpa de ser assim. Acho que fui uma calopsita na minha vida passada.

terça-feira, 8 de junho de 2010

Doce Mini Fazenda



Nada para acalmar uma mente estressada, como a mini fazenda. Não to brincando com ninguém, é verdade, em um dia em que você não esta se sentindo bem, provas, trabalhos, brigou com alguma amiga, está com saudades e se estressou com algum homem “Quem não se estressa com eles”, em um dia desses é perfeito sentar-se na frente do computador e plantar, colher, adubar e ganhar presentes.
Minha mãe costuma sair lidar no jardim quando esta brava, eu como aqui em Santa Maria ta difícil localizar um jardim, jogo a mini fazenda. Certamente subir de nível nos deixa mais felizes e tranquilos... Portanto não se estresse, vá a um jardim ou jogue mini fazenda...

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Música, copa e Espanhol...Tudo perfeito...Ou não?


video

Nada como esse clima de festa, de expectativa e de futebol, onde todo o mundo se prepara para para ver seleções brigando até a última gota de suor pela bola e finalmente pela taça. O Brasil em busca do Hexa, a Itália do Penta e "los hermanos" e busca do Tri... Essa copa do mundo promete muitas emoções para os amantes do futebol... Embora toda essa festa não podemos deixar de constatar a miséria e a desnutrição que engloba os habitantes da África do Sul, sede da copa e não podemos deixar de nos perguntar "Tanto luxo em estádios e decorações, em algo que poderia estar em segundo plano?" E as crianças que nascem com doenças, e não tem de que alimentar-se? Que a copa seja um belo espetáculo, e que desta festa algúem faça um apelo aos habitantes africanos. Estou fazendo o meu...Em primeiro lugar as pessoas...

Saudade doída...

Como me disse uma grande amiga “Vou escrever saudades em uma pedra e jogar na sua cabeça pra ver que dói”. É complicado explicar esse sentimento, o que não o faz difícil de ser sentido, é algo constante e que realmente deixa uma pessoa fragilizada. Mas não deixa de ser um sentimento bom, de carinho e de amor, porque se você sente a ausência de alguém é porque a ama.
Quem nunca disse: “Saudades do meu tempo de criança, quando jogar bola não resultava em uma enorme dor nas pernas no outro dia”. Saudades da infância, nesta fase estávamos livres de responsabilidades, com nossos pais nos mimando e apenas reclamando de acordar cedo, de ir para o colégio, de deixar de brincar para tomar banho e de fazer as tarefas de casa.
A adolescência, outra fase memorável, a mais transtornada, afinal ocorre uma grande mudança passamos de crianças a adultos, fase do primeiro beijo, dos diários, das brigas com a melhor amiga, fase de deixar os pais para ir estudar, realmente a fase de criar responsabilidades. Daqui não posso passar mais, pois não vivi as outras fases para falar algo, apenas sei o que é saudade e tenho certeza que dói mais que uma pedra na cabeça.